Pagar fatura do cartão atrasada ou usar o crédito rotativo?

Publicado em 11 Abril, 2017 / Atualizado em 11 de Abril de 2017

Se não tem o dinheiro para pagar a fatura do cartão na data do vencimento, consumidor tem duas opções para quitar a dívida: pagar atrasado ou usar o rotativo.

O cartão de crédito tem como seu principal benefício o de possibilitar que o consumidor realize compras mesmo sem ter o dinheiro em mãos e sem a burocracia de ter que abrir crediários em todas as lojas nas quais fizer compras.

Um dos principais atrativos do cartão de crédito, destacado principalmente pelo comércio, é a possibilidade de parcelar o pagamento de compras em diversas vezes sem juros, possibilitando que compras de produtos de alto valor sejam feitas mesmo quando consumidor não tem nem o valor de uma das parcelas em mãos.

A facilidade de obter e de utilizar um cartão de crédito, associada à falsa sensação de poder de compra, pode levar muitos consumidores a comprar sem planejamento e acabar não conseguindo pagar a fatura no cartão na data do seu vencimento.

A fatura venceu, e agora?

Caso o consumidor não tenha o dinheiro necessário para fazer o pagamento integral da fatura do cartão na sua data de vencimento, existem duas possibilidades principais para resolver essa situação e evitar ficar com o “nome sujo”: pagar a fatura depois do vencimento, ou seja, com atraso; ou utilizar o crédito rotativo para pagar o valor mínimo, qualquer valor acima do mínimo e abaixo do total ou deixar o total para o mês seguinte.

Pagar depois do vencimento

Se o consumido tiver a perspectiva de conseguir o dinheiro para pagar a fatura depois do vencimento, ele irá arcar com multa, juros e possivelmente outros encargos cobrados pela administradora do cartão.

Por determinação legal a multa em caso de vencimento da fatura só pode ser de até 2%. A taxa de juros mensal varia conforme o banco, por isso é importante consultar o contrato em cada caso.

Utilizar o crédito rotativo

Outra possibilidade é utilizar o crédito rotativo. Nele o consumidor pode pagar o valor mínimo da fatura, qualquer valor entre o mínimo e o total ou deixar tudo para a próxima fatura, acrescido de multas, juros e encargos.

Recentemente o Governo lançou uma nova regra para a utilização do crédito rotativo. Agora, caso o consumidor não consiga pagar o saldo devedor no mês seguinte, o banco deve automaticamente parcelar esse saldo aplicando juros mais baixos que os tradicionalmente cobrados.

Para saber mais sobre multa, juros e outros encargos, é necessário consultar o banco emissor do cartão, pois esses valores variam de acordo com a instituição ou mesmo tipo de cartão de crédito.

Pagar atrasado ou usar rotativo?

Diante dessas duas possibilidades, pode surgir a dúvida: se eu não tiver dinheiro para pagar o valor total da fatura, devo pagar atrasado ou usar o crédito rotativo?

A resposta vai depender da possibilidade ou não de se obter o dinheiro necessário para pagar integralmente a fatura pouco tempo depois do vencimento. Vejamos:

Exemplo 1: A fatura do cartão vence dia 10, mas o consumidor só terá o dinheiro para pagá-la dia 15. Nesse caso, é melhor pagar a fatura atrasada, pois a multa, juros e encargos serão muito menores do que será cobrado no rotativo.

No exemplo acima citamos que a fatura poderia ser paga cinco dias depois. A quantidade de dias de atraso pode até ser maior e ainda assim compensar pagar atrasado.

Exemplo 2: A fatura do cartão no valor de R$500,00 vence dia 10, mas no dia do vencimento você só terá R$100,00 e o valor restante só dia 10 do mês seguinte. Nesse caso, é melhor pagar os R$100,00 e o restante deixar no rotativo para o mês seguinte. Assim, tanto a multa quanto os juros serão aplicados sobre um valor menor.

Exemplo 3: Deixar o valor total da fatura cair no rotativo para ser paga no mês seguinte. Essa é sem dúvida a pior das opções, pois tanto a multa quanto os juros serão aplicados sobre o valor integral da fatura.

Resumindo:

1. Na maioria dos casos é melhor pagar a fatura com alguns dias de atraso do que deixar tudo para o mês seguinte.

2. Se não for possível pagar o valor total da fatura, pague o mínimo ou qualquer valor acima dele. Com isso você pagará menos juros e multa, já que eles são calculados sobre o saldo devedor.

Dica extra: Antes de fechar suas compras pela internet, visite o BaixaPreço e tenha acesso aos melhores cupons de descontos e ofertas especiais da internet, e economize dinheiro.