O que significa NO-SHOW nas viagens de avião

Publicado em 13 fevereiro, 2017

Se um viajante não comparecer ao embarque depois de efetuar a compra das passagens aéreas, ocorrerá o no-show. Saiba mais sobre como ele funciona

Existem viagens programadas e viagens que devem ser feitas na última hora, seja por uma convocação de trabalho, por uma boa oportunidade de preço nas passagem ou por uma série de outros motivos.

No entanto, tanto nas viagens que já foram programadas há muito tempo, ou mesmo nas viagens que se fizeram necessárias em cima da hora, pode surgir a necessidade de cancelá-las, ou até mesmo perder o voo devido a atrasos, por exemplo.

Em todo o caso, se por algum motivo o viajante que comprou uma passagem de avião não fez check-in nem embarcou, ou até chegou a fazer check-in, mas não pegou o voo, ocasionou o chamado no-show.

No-show

O termo no-show refere-se ao não comparecimento do viajante para o embarque no voo para o qual a reserva foi feita. Podendo ocorrer tanto nos casos em que o viajante não faz check-in e consequentemente não embarcou, quanto para os casos em que o check-in foi feito, mas o embarque não ocorreu.

Painel com horário de voos

É importante programar bem a viagem, ficar atento aos horários dos voos e chegar com antecedência de uma ou duas horas para evitar transtornos ou mesmo o no-show

Multas e reembolsos no no-show

Infelizmente, para não ficar no prejuízo, é importante que o viajante planeje bem sua viagem para não acabar numa situação de no-show, na qual, na maioria dos casos, o reembolso não é realizado ou quando é, é feito parcialmente. Pode ocorrer também a cobrança de multa, que pode passar dos R$200,00.

Por exemplo, uma companhia aérea pode cobrar (descontar) o valor referente a 50% do valor pago no bilhete a título de taxa de reembolso, e cobrar adicionalmente um valor a título de taxa de não comparecimento. Essa taxa de não comparecimento pode ser bastante alta.

Outro ponto importante a ser lembrado é que para as tarifas promocionais geralmente não há reembolso de nenhum valor, mas pode haver a cobrança de multas ou taxas.

Caso seja devida a devolução de algum valor ao cliente, este poderá ser feito de duas maneiras:

Crédito: o valor a ser ressarcido é convertido em crédito junto a companhia para que seja utilizado na próxima compra de passagens aéreas.
Reembolso: o valor pago é devolvido ao cliente.

Evite sustos com o no-show

As regras e tarifas em caso de no-show variam de acordo com a companhia aérea, cada uma tem seus próprios regulamentos. Por isso, caso você esteja acostumado com as regras de uma companhia, tenha cuidado, pois em outra as coisas podem ser bem diferentes.

Como conhecer as regras sobre o no-show

A melhor maneira de conhecer os critérios e regras aplicadas em caso de no-show é visitando o site da companhia aérea ou mesmo entrando em contato com a central de atendimento, pois como dissemos as regras, bem como valor das multas e taxas variam muito, além de poderem ser alteradas a qualquer momento.

Então fique atento, se você for comprar uma passagem aérea e acredita que possa acontecer uma situação de no-show, consulta as companhias aéreas para verificar qual delas é mais flexível numa situação como essa, e assim evite sair no prejuízo.

Em todo o caso, caso o consumidor não concorde com o posicionamento da companhia aérea, mesmo tudo estando presente em contrato, existe a possibilidade de acionar a justiça ou mesmo o PROCON para verificar se tais cláusulas ferem u não seus direitos.