Dicas e alimentos para combater a prisão de ventre

Já está confirmado que uma das principais causas da prisão de ventre é a má alimentação, repletas de alimentos que açucarados, as frituras e outros industrializados com praticamente zero de fibras alimentares. Com uma dieta equilibrada e orientada para o fornecimento de fibras, os transtornos com a prisão de ventre diminuem bastante, ou até mesmo somem.

Além da má alimentação, descobriu-se que a prisão de ventre é mais freqüente em pessoas sedentárias, ou seja, em indivíduos que não praticam atividades físicas regularmente.

Confira algumas dicas e alimentos que auxiliam no combate e prevenção da prisão de ventre:

  • Beber bastante água, durante todo o dia
  • Evitar comer alimentos gordurosos e frituras
  • Evitar comer alimentos pobres em fibra alimentar, como queijo, biscoitos (os não integrais),
  • Evitar o estresse. Algumas pessoas quando submetidas a rotinas estressantes tendem a desenvolver prisão de ventre.
  • Consumir alimentos ricos em fibras como os cereais (granola, farelo de aveia, milho), farinha de linhaça; pães, biscoitos, macarrão e demais produtos integrais; feijão, frutas, verduras e legumes.
  • Se consumir laranja, sempre coma o bagaço, pois o mesmo é rico em fibras e ajudam a melhorar os sintomas da prisão de ventre.
  • Tomar iogurtes específicos. Atualmente existem diversas marcas de iogurtes feitos especificamente para ajudar a diminuir os efeitos da prisão de ventre. É interessante testá-los, para certificar-se de que eles realmente funcionam no seu organismo.

Se preferir, confira uma dieta para prisão de ventre rica em fibras alimentares que ajudam a controlar os desconfortos causados pela prisão de ventre.

2 comentários em “Dicas e alimentos para combater a prisão de ventre

  • 21 de junho de 2020 em 20:08
    Permalink

    Greetings! Very useful advice in this particular article! It is the little changes
    that will make the largest changes. Thanks for sharing!

  • 27 de junho de 2020 em 1:18
    Permalink

    Howdy! This blog post couldn’t be written much better!
    Looking at this article reminds me of my previous roommate!
    He constantly kept talking about this. I most certainly
    will send this article to him. Fairly certain he’ll have a very
    good read. Many thanks for sharing!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.