Como se proteger de vírus e spywares no computador

Publicado em 17 fevereiro, 2017

Confira dicas de como se proteger de vírus, spywares e outros malwares que podem afetar seu computador

Infelizmente é muito simples contaminar o computador com algum tipo de vírus ou qualquer outra espécie de malware (programa malicioso) se não forem tomados os devidos cuidados ao navegar na internet.

A internet está cheia de criminosos virtuais espalhando todo tipo de ameaça, a exemplo de vírus, worms, trojans, spywares, keylogger, e uma série de outros programas que buscam roubar senhas, dados pessoais, dados de acesso a sites e instituições bancárias e outras informações sensíveis dos internautas.

Em muitas vezes, os criminosos obtêm sucesso no roubo de informações devido à falta de cuidados dos usuários de internet, que agem no mundo online sem levar em consideração os riscos aos quais podem estar expostos.

Para ajudá-lo a não se expor aos riscos e perigos que circulam na internet, listamos abaixo algumas dicas simples, mas que quando colocadas em prática podem ajudá-lo a se proteger dos perigos virtuais.

Como se proteger na internet

Evite instaladores

Instaladores viraram moda nos últimos anos. Instaladores são programas utilizados para baixar outros programas, sendo comuns em muitos sites de download.

Por exemplo, você deseja baixar um programa de uma empresa conhecida e confiável. No entanto, em vez de baixar diretamente do site da empresa você vai fazer o download através de um site de download, que obriga você a baixar um instalador que será o responsável por baixar o programa do site da empresa e em seguida fará a instalação no seu computador.

Dependendo do site de onde você estiver fazendo o download, esse instalador não apenas baixará e instalará o programa desejado, como também tentará instalar outros programas, geralmente para exibir publicidade ou até mesmo roubar dados.

E-mails desconhecidos

Muitas pessoas não sabem, mas a depender da tecnologia aplicada, é possível contaminar o computador apenas ao abrir um e-mail, mesmo sem clicar em nada. Existem técnicas que acionam a instalação de pragas virtuais com a simples visualização de uma mensagem de e-mail.

Sendo assim, se você desconhece o remetente de um e-mail ou mesmo o assunto do mesmo, exclua-o sem ao menos abri-lo, essa é a maneira mais segura de agir.

Links em sites

Outra técnica usada por criminosos virtuais é a de utilizar links falsos. Sites utilizados para roubar dados pessoais e instalar malwares podem enganar seus visitantes fazendo-os clicar em links que apontam para páginas contaminadas ou que fazem a instalação automática de programas.

Nesse caso, é importante verificar para onde o link aponta. Para isso, posicione a seta do mouse sobre o link e verifique na barra de status (parte inferior da janela) se o endereço que aparece é mesmo aquele que você deseja acessar.

Extensão de arquivos

Ao baixar um arquivo da internet, confira sempre se a extensão do mesmo corresponde ao que você está querendo baixar. Por exemplo, se ao baixar uma imagem, vídeo ou documento e ele possuir extensões como .EXE, .BAT, .SRC, JS, JSE, VB ou VBE não clique neles, pois essas são extensões de executáveis que podem fazer instalação ou modificações no sistema.

Pedidos de clique

Desconfie de sites que pedem clique de maneira muito chamativa. Por exemplo, se um site em vez de exibir um link com um texto normal, discreto, ele exibe uma imagem muito destacada ou com texto muito apelativo, desconfie.

Se você desconfiar que o site está forçando ou sendo muito apelativo ao pedir que você clique em algo, desconfie, e reflita se é realmente há necessidade de tanto apelo ou se pode haver segundas intenções para isso.

Antivírus e antispywares

Além de uma postura defensiva, que pode ser adotada com as dicas acima, é muito recomendável a instalação de programas de proteção, a exemplos dos Antivírus e antispywares. Esses softwares podem ser encontrados facilmente na internet.

A dica para baixar um bom Antivírus e antispywares é pesquisar a opinião de usuários na internet e avaliações feitas em sites especializados em segurança digital. E reforçando uma dica já dada, evite baixar programas através de instaladores de sites de download, prefira baixar diretamente do site do fabricante.