Recrutamento interno e externo

Publicado em 10 junho, 2014 / Atualizado em 23 de outubro de 2014

Tanto o recrutamento interno quanto o externo possuem pontos negativos e positivos, a depender da situação. Saiba mais

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. De um lado estão os trabalhadores desempregados em busca de um novo emprego e do outro as empresas buscando colaboradores que possuem o perfil adequado.

O recrutamento é uma das atividades que compõe o processo de agregar pessoas na organização, assim como a seleção. Agregar pessoas significa trazer novas pessoas para a empresa, ou direcionar pessoas para ocupar determinado cargo.

Contudo, o recrutamento nem sempre traz novas pessoas, pois em muitos casos o recrutamento é feito dentro da própria organização, com os colaboradores que já atuam na empresa. Com isso, temos o recrutamento interno e o recrutamento externo.

RECRUTAMENTO EXTERNO

O recrutamento externo consiste em buscar novos candidatos no mercado de trabalho, ou seja, novos colaboradores para começarem a trabalhar na empresa.

O recrutamento externo é feito de diversas maneiras, como através da divulgação das vagas em anúncios de jornais, revistas especializadas, TV, rádio, panfletos, empresas e sites especializados e diversos outros meios.

Este tipo de recrutamento pode se mostrar mais adequado ou não a depender da situação atual da empresa e de sua necessidade. Diante disso, podemos concluir que o recrutamento externo possui vantagens e desvantagens. Vamos alguns exemplos:

Vantagens:

  • Estímulo à renovação da cultura organizacional
  • Entrada de novas ideias e talentos
  • Obtenção de colaboradores motivados e dispostos a “dar o sangue” pela empresa
  • Possibilidade de conseguir os melhores colaboradores que atuam na área e que estejam disponíveis

Desvantagens:

  • Alto custo operacional
  • Pode gerar a perda da fidelidade e insatisfação dos colaboradores internos que almejavam o cargo
  • Os bons colaboradores internos podem se sentir injustiçados e acabarem saindo da empresa para outra concorrente para se sentirem valorizados
  • Pode ser demorado ou mesmo conflituosa a socialização do novo colaborador.

[related_posts]

RECRUTAMENTO INTERNO

Este recrutamento tem como objetivo selecionar colaboradores dentro da própria organização, ou seja, pessoas que já estão trabalhando na empresa. A promoção pode ser um exemplo de seleção que se dá através do recrutamento interno. Assim como acontece com o recrutamento externo, o recrutamento interno também apresenta seus pontos positivos e negativos. Vamos ver alguns exemplos:

Vantagens

  • Custo operacional menor
  • Aumenta a fidelidade dos colaboradores e seu compromisso com os objetivos da empresa
  • Não exige um processo de socialização do novo ocupante do cargo
  • Incentiva a capacitação e a busca por resultados positivos em busca de um melhor posicionamento na organização

Desvantagens:

  • A empresa fecha as portas para novos talentos e ideias
  • A cultura organizacional praticamente se mantem inalterada
  • Possíveis conflitos podem se intensificar quando uma das partes conflitantes subir um degrau na hierarquia
  • Favorece a falta de iniciativa e inovação e a manutenção da rotina atual

Como podemos perceber pelos exemplos citados, não existe um tipo de recrutamento ideal, tudo vai depender das necessidades e possibilidades da organização, pois como vimos um ponto positivo de um tipo de recrutamento pode acarretar o surgimento de um ponto negativo.

Por esse motivo, uma análise cautelosa é necessária, pois não estamos lidando apenas com competência, funções e cargos, mas também com motivação, expectativas, sentimentos e pessoais dos colaboradores. E tudo isso deve estar alinhado com os objetivos estratégicos da organização.