Preço psicológico, o que é e como funciona

Publicado em 24 agosto, 2012 / Atualizado em 27 de fevereiro de 2013

O preço psicológico costuma incentivar o cliente a comprar

A briga entre as empresas dos mais diversos setores da economia é importante para o cliente, pois cada vez mais os preços dos produtos tendem a baixar ou promoções são feitas para chamar a atenção dos consumidores.

Tudo isso para garantir uma venda ou a fidelização de clientes. Para isso, as empresas usam diversas técnicas e meios para conseguir chamar a atenção e passar na frente da concorrência, e uma técnica muito utilizada por diversos segmentos do comércio, principalmente os varejistas, é a do preço psicológico.

Todo mundo quando vai às compras pretende comprar os produtos com os melhores preço e com qualidade equivalentes. Por esse motivo, a pesquisa de preço é um importante instrumento para encontrar as melhores ofertas e economizar dinheiro. Sabendo disso, os lojistas fazem uso do preço psicológico para chamar a atenção dos consumidores e conseguir vendas.

O que é preço psicológico e como funciona

Preço psicológico é aquele que, propositalmente, a loja coloca com centavos, não exibindo valores “redondos”. É o chamado “preço quebrado”, sempre com centavos normalmente na casa dos noventa. Exemplos de preço psicológico são: R$ 14,99, R$ 49,90, R$ 189,95 etc.

[related_posts]

Esse tipo de marcação de preço é chamado de psicológico porque tem um poder maior de motivar o consumidor a comprar do que o preço com valores redondos. Por exemplo: um produto cujo preço ficaria, após todos os cálculos, por R$ 200,00, a empresa, após ver a viabilidade, pode remarcar esse preço para R$ 199,00, ou R$ 199,90 ou ainda para R$ 189,90. O mesmo acontece com preços de R$ 10,00 que vão para R$ 9,90, por exemplo.

Por mais que a diferença seja pequena, o consumidor tem a impressão de estar economizando muito. Por exemplo: dois produtos, um com preço de R$ 200,00 e outro com preço de R$ 199,90. A diferença entre eles é mínima, quase irrelevante, mas instintivamente o produto de R$ 199,90 vai vender mais, pois psicologicamente o cliente passa a ver esse produto como “cento e pouco” ou “cento e noventa e pouco”, o que causa bem menos impacto do que “duzentos reais”. Este tipo de preço é usando tanto por lojas físicas quanto por lojas virtuais.

Essa é a ideia do preço psicológico, cobrar um preço e fazer o cliente ter a impressão de estar pagando outro, menor. Essa não é uma tática enganosa, afinal o cliente está ciente do preço que está pagando. É apenas uma maneira de chamar a atenção frente aos concorrentes.