O que é bandeirada, bandeira 1 e bandeira 2 dos táxis

Publicado em 21 janeiro, 2016 / Atualizado em 22 de janeiro de 2016

Entenda como funciona o sistema de cobrança dos taxis

O serviço de táxi está presente em quase todos os municípios do país e tem como característica principal a flexibilidade oferecida aos clientes com relação a horários e trajetos, uma vez que ele tem como objetivo atender especificamente às necessidades de cada cliente.

Ao contrário do que acontece com os ônibus, por exemplo, que tem seus horários e trajetos pré-definidos, obrigando os usuários do serviço a se adequarem a seus horários.
Essa é a principal característica que faz do táxi um serviço muito mais caro que os serviços de transporte coletivos, a exclusividade.

No Brasil, o serviço de táxi é regulamentado por legislação municipal, ou seja, cada município tem suas próprias regras no que diz respeito a concessão da licença, valores de cobrança, horários para determinação das bandeiras e demais características do serviço.

As prefeituras se encarregam dos trâmites referentes à fiscalização, cobrança, emissão das licenças e demais processos administrativos.

COMO FUNCIONA A COBRANÇA NOS TÁXIS

Basicamente a cobrança dos táxis é composta da tarifa inicial, bandeira 1, bandeira 2, hora parada e taxas adicionais cobradas por serviços extras, como transporte de bagagens, por exemplo.

Vamos entender como funciona cada um dos elementos que compõem o valor cobrado pelos serviços de táxi.

Bandeirada, também chamada tarifa ou valor inicial.

Esse é o valor cobrado assim que entramos no táxi, independente de quilômetros rodados ou tempo parado. Quando entramos no táxi, assim que o taxímetro é ligado é adicionado o valor inicial da corrida. O valor inicial varia de acordo com a cidade na qual o táxi foi licenciado, mas em média ele custa R$ 3,50.

Táxis na rua
Os valores bem como horários para a cobrança da bandeira 2 variam de acordo com o município onde o táxi foi licenciado.

Bandeira 1

A bandeira 1 é cobrada na maior parte das corridas. Ela corresponde ao valor cobrado pelo quilômetro rodado em horários de maior circulação de passageiros. De maneira geral, a bandeira 1 é aplicada em dias úteis das 6h às 21h e nos finais de semana até as 14h.

O valor da bandeira 1 varia muito de cidade para cidade, mas podemos citar um valor médio de R$ 2,50. Não podemos esquecer que tanto a faixa de horário quanto o valor da bandeira 1 variam de acordo com o município.

Bandeira 2

A bandeira 2 possui uma tarifa maior que na bandeira 1, em média 20% mais cara. Ela geralmente é aplicada nos horários não compreendidos pela bandeira 1, por exemplo a partir das 21h até as 6h. Ela também é aplicada aos finais de semana e feriados, normalmente a partir das 14h, bem como em viagens intermunicipais.

Hora parada

O tempo em que o carro está parado à disposição do passageiro, bem como em engarrafamentos ou outras situações que exijam a parada total do veículo é cobrado no taxímetro.
O valor da hora parada possui um valor fixo, e também varia de acordo com o município. Apenas como exemplo, há cidades onde o valor da hora parada é de R$ 25,00. Se o tempo parado for menor, será cobrado um valor proporcional.

Valor total da corrida

O valor cobrado pela corrida é soma dos quilômetros rodados na bandeira 1, na bandeira 2 (se for o caso), da hora parada (se for o caso) e do valor inicial.

Vale lembrar que os valores e os horários limites para todo o serviço de táxi podem variar de acordo com o município, por esse motivo é importante pesquisar antes de pegar táxi em outra cidade para não ter surpresas, pois o serviço pode sair mais caro que o esperado.