Lojas e empresas são responsáveis por erro dos funcionários

Publicado em 27 março, 2013

Erros cometidos pelos funcionários são de responsabilidade da empresa que, se for o caso, deverá arcar com indenizações e reparações junto ao cliente

Apesar de não ser alvo de atenção por parte de uma grande quantidade de empresários e gerentes, o atendimento prestado pelos funcionários aos clientes é de extrema importância para o bom desempenho da empresa dentro do mercado onde atua, ou até mesmo para sua sobrevivência.

Devido a qualidade dos serviços ou atendimento prestados aos consumidores, a loja pode perder ou ganhar novos clientes, além de criar uma boa imagem perante o mercado, ou seja, passa a ser vista como uma boa empresa, onde os clientes são bem tratados e seus prolemas resolvidos.

Apesar disso, não são todas as empresas que investem na qualificação de seus funcionários, deixando-os à vontade para proceder o atendimento da maneira que acham conveniente.

O risco envolvido nisso é de ocorrer erros, que possam prejudicar a empresa ou o consumidor, seja acarretando prejuízos financeiros, danos materiais ou físicas, ou até mesmo danos morais, como expor o cliente a situações vexatórias. Mas caso isso venha acontecer, quem deve ser responsabilizado, a empresa ou o funcionário responsável diretamente?

[related_posts]

A empresa é responsável pelos erros dos funcionários

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, no seu artigo 34, o fornecedor é solidariamente responsável pelos atos de todos aqueles que falem em seu nome ou a represente, inclusive representantes externos. Já o logista responde por todos os atos praticados por seus funcionários.

Sendo assim, para se eximir do pagamento de possíveis indenizações por erros cometidos pelos funcionários a empresa deve investir em seu treinamento e aperfeiçoamento, para afastar o risco de erros que tenham como consequência danos ao consumidor que esteja comprando ou tenha comprado em sua loja.

Dessa maneira, caso o consumidor seja lesado de alguma por erros cometidos por funcionários,  sejam eles vendedores, caixas, carregadores, atendentes etc., a loja é quem deve arcar com os custos de indenização ou reparação pelo dano sofrido, independente de ela dizer o contrário, ou seja, pedir para o cliente resolver com o funcionário que cometeu o erro.