Gordura corporal e índice glicêmico

Publicado em 2 abril, 2012

Controle o índice glicêmico e melhore sua dieta para emagrecer

O acúmulo de gordura no corpo é o principal responsável pelo aumento de peso e de doenças decorrentes tanto do sobrepeso quanto de uma alimentação pouco saudável. Predisposição genética também pode ser um fator determinante para o aumento de peso, no entanto, com uma dieta saudável, contendo cereais, frutas, verduras e legumes pode ajudar a manter estável o nível de gordura corporal.

Um fator muito importante para o acúmulo de gordura no organismo normalmente não é levado muito a sério: o índice glicêmico dos alimentos que compõe a dieta. O índice glicêmico representa a velocidade com a qual o nosso organismo absorve os carboidratos obtidos durante a alimentação. Se a velocidade for baixa, o alimento é baixo índice glicêmico, se a velocidade for alta, significa que o carboidrato é de alto índice glicêmico.

Essa velocidade de absorção não depende apenas do organismo, mas, principalmente, do tipo de carboidrato que está sendo consumido. Os carboidratos de índice glicêmico alto são absorvidos mais rapidamente, e isso faz com que o corpo produza uma grande quantidade de insulina, que é o hormônio responsável por fazer com que a glicose entre nas células. Com muita glicose (que é um carboidrato) no sangue, o nível de insulina aumenta e leva essa glicose até as células. Como, normalmente, o corpo não consegue gastar toda a energia gerada por essa glicose, ela acaba sendo transformada em gordura.

E essa gordura se espalha por todo o corpo, principalmente na região do abdomem, formando a famosa “barriguinha”. Isso mesmo, diminuindo a ingestão de alimentos de alto índice glicêmico, pode-se evitar o acúmulo de gordura, e com isso perder barriga.

Como controlar o índice glicêmico

A primeira atitude a ser tomada é evitar os alimentos com alto índice glicêmico. Se não for possível evitá-los totalmente, consuma-os junto alimentos ricos em fibras, como os cereais integrais, produtos integrais (pães, macarrão, bolos etc.), frutas, verduras e legumes. Evite pão, biscoitos, bolachas e bolos que não sejam integrais. Esqueça biscoitos recheados, refrigerantes, sorvetes e todos os demais produtos industrializados cheios de açúcar.

Além de reduzir os alimentos com alto índice glicêmico, é importante praticar atividades físicas, seja aeróbica ou musculação, para que seja possível queimar a gordura já estocada.