Estudar antes ou depois de sair o edital do concurso público

Publicado em 9 outubro, 2014

Estudar antes ou depois do edital vai depender das necessidades e possibilidades de cada concurseiro

Os concursos públicos estão cada vez mais concorridos. Da mesma maneira que aumentou o número de candidatos às vagas no serviço público, também aumentou a quantidade de cursos e materiais de estudo direcionados aos concursos.

Em geral, a maior parte das pessoas apenas começa a estudar depois que o edital do concurso público é divulgado. Isso acontece por diversas razões: desconhecimento do conteúdo programático, falta de motivação para estudar sem concurso em vista, falta de tempo etc.

Estudar antes ou depois do edital

Como cada pessoa tem seu ritmo próprio de estudo e capacidade de aprendizagem diferente, a melhor resposta para a pergunta é “depende”, depende de cada um.

No entanto, de maneira geral, o melhor mesmo é estudar mesmo sem ter nem concurso previsto.

Isso acontece porque, em geral o conteúdo programático dos editais costuma ser bem extenso, dificultando bastante a vida de quem está vendo as disciplinas pela primeira vez e tem apenas um ou dois meses para estudar antes da prova.

Ou seja, de modo geral, quem já vem estudando com antecedência as matérias cobradas na prova terá mais chances de passar, pois teve mais tempo de ler, revisar, decorar, tirar dúvida etc.

As melhores apostilas para concurso público, conheça: Apostilas Opção.

Como estudar sem edital

Não existe uma receita ou um passo a passo de como estudar sem edital. A melhor dica a ser seguida é ler o edital do último concurso para o cargo que você almeja, pois de maneira geral as bancas costumam repetir o mesmo conteúdo programático ou apresentar pequenas diferenças entre os antigos e os novos.

Já para quem não tem um cargo específico em mente, ou não pode pôr em prática a dica da leitura do edital do concurso anterior, só resta uma coisa: estudar as disciplinas que geralmente caem em todos os concursos públicos.

Apenas como exemplo, podemos citar algumas disciplinas bastante cobradas em concursos federais. São elas: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Português, Administração Financeira e Orçamentária (AFO), Raciocínio Lógico, Administração de Materiais, Arquivologia, Administração geral e Administração Pública.

[related_posts]

Essa é apenas uma pequena lista de disciplinas que costumam ser bastante cobradas. Mas tenha em mente que para cada órgão, área ou entidade para a qual você irá prestar o concurso poderão existir inúmeras disciplinas específicas, relacionadas especificamente ao cargo a ser ocupado.

Por exemplo, se você for prestar prova para o INSS, é obrigatório o conhecimento aprofundado do Direito Previdenciário; se você deseja ser agente de polícia, é imprescindível estudar o código penal; se for tentar para auditor fiscal, é muito importante entender de Direito Tributário.

Como se vê, tanto estudando depois do edital quanto antes dele, é necessário esforço, dedicação, persistência e acima de tudo planejamento.