Escolher impressora pelo valor do cartucho nem sempre funciona

Publicado em 11 janeiro, 2016 / Atualizado em 11 de janeiro de 2016

Decidir pela compra de um certo modelo de impressora ou multifuncional baseado apenas no preço do cartucho pode levar a escolhas nem sempre tão boas

Quando chega o momento de comprar uma nova impressora ou multifuncional é fundamental realizar uma ampla pesquisa no mercado afim de selecionar não apenas aquela com melhor preço, mas também aquela que possui características e funcionalidades desejadas.

Quando o assunto é preço, é bastante comum os consumidores levarem em consideração além do preço do próprio equipamento, principalmente o valor que será gasto com os cartuchos.

Claro que é importante levar em consideração os gastos acessórios que acompanham a impressora ou multifuncional, mas usar o valor do cartucho como único fator determinante pode levar a escolhas não tão adequadas.

Porque o valor do cartucho por induzir ao erro

O principal motivo que pode levar a erro na escolha da impressora de acordo com o valor do cartucho é que os cartuchos possuem quantidade de tinta diferentes, a depender do fabricante do equipamento, do modelo da impressora e até mesmo do fabricante do cartucho, uma vez que nem sempre o fabricante da impressora é o único fabricante do cartucho.

Para decidirmos pelo gasto com cartucho devemos observar, por exemplo, o seguinte:

  1. Se existem outros fabricantes do cartucho, bem como seus preços e características em relação aos originais.
2. Se existem cartuchos com maior quantidade de tinta, a exemplo de cartuchos nas versões XL, XXL etc. A nomenclatura de cartuchos de maior quantidade de tinta pode variar de acordo com o fabricante.
3. A quantidade de tinta nos cartuchos originais. Na verdade, esse é o principal fator de decisão utilizado por quem considera o valor do cartucho fator determinante para comprar determinada impressora ou multifuncional.

Impressora multifuncional
Nem sempre a impressora que possui o cartucho com menor preço é a melhor opção de compra.

Nem sempre o mais barato é mais vantajoso

No mercado podemos ver cartuchos originais sendo vendidos por R$ 30,00 por determinado fabricante, enquanto  outro vende cartuchos para equipamentos equivalentes por R$ 70,00.

À primeira vista, o consumidor afobado pode cair no erro de considerar o primeiro exemplo como a melhor opção, mas isso pode ser um equívoco por um simples motivo: a quantidade de tinta.

Os exemplos de preços dados acima foram baseados numa pesquisa feita por nossa equipe em lojas oficiais de fabricantes de impressoras e multifuncionais.

Na pesquisa feita, o cartucho vendido por R$ 30,00 possuía apenas 2 ml de tinta, enquanto o cartucho vendido por R$ 70,00 possuía 8 ml de tinta. As multifuncionais pesquisas eram equivalentes em recursos e em preço.

Realizando o cálculo do valor de cada ML de tinta, podemos chegar a conclusão que é mais vantagem adquirir a impressora cujo cartucho original é vendido por R$ 70,00 (Atenção, estamos considerando apenas o gasto com a compra de cartuchos, e não demais características do equipamento).

Vejamos o cálculo

Impressora A: cartucho com 2 ml vendido a R$ 30,00. Cada ML sai por R$ 15,00.
Impressora B: cartucho contendo 8 ml vendido por R$ 70,00. Cada ML sai por R$ 8,75.

Para compararmos, se o cartucho da impressora A possuísse 8 ml de tinta, que é a quantidade encontrada no cartucho da impressora B, seu valor seria R$ 120,00, considerando o valor de cada ML.

Dessa maneira, deixamos a dica para que não apenas o valor do cartucho seja considerado, mas principalmente a quantidade de tinta que cada opção possui, pois assim podemos definir o valor de cada ML de tinta, o que nos ajudará a tomar uma decisão mais consistente.