Dicas para curar mal-estar da ressaca

Publicado em 11 fevereiro, 2013 / Atualizado em 12 de abril de 2013

A ressaca não tem cura imediata, mas podemos fazer com que ela vá embora mais rápido

A bebida alcoólica está bastante presente no dia a dia do brasileiro. Tomar uma cerveja depois do trabalho, no final de semana ou em festas é algo muito comum na vida de muitas pessoas, de diferentes faixas etárias, sejam homens ou mulheres. Beber alguns copos de cerveja ou doses de uísque, por exemplo, normalmente não é problema. Problema mesmo ocorre quando há exageros, quando grande quantidade de bebida alcoólica é ingerida.

Como se não bastasse os males que o exagero no consumo de álcool causa ao organismo e possivelmente a relações sociais, beber além da conta quase sempre traz consigo algo muito incomodo e desagradável, a ressaca. A ressaca, clinicamente chamada de veisalgia, é a resposta do organismo para a grande ingestão de bebida álcoolica, para a intoxicação causada pelo consumo exagerado de álcool.

Sintomas da ressaca ou veisalgia

A ressaca causa grande mal estar, e apesar de geralmente durar apenas um dia (o dia seguinte ao da bebedeira), ela pode se estender por mais tempo, a depender da quantidade de álcool ingerido e de fatores fisiológicos específicos. É por esse motivo que existem pessoas que praticamente nem sofrem de ressaca, enquanto há outras que passam vários dias sofrendo com os sintomas da mesma, que normalmente são: dor de cabeça, enjoos, vômitos, cansaço físico e mental, perda de concentração, diarreia, ansiedade, e um dos mais famosos o: a sede exagerada.

Causas da ressaca

A ressaca tem várias causas, sendo as principais:

copo-cerveja

Desidratação do organismo: O álcool promove a desidratação do corpo, devido a seu efeito diurético, ou seja, ao consumir álcool, o organismo acaba perdendo muita água, excretada principalmente através da urina. Essa diminuição da quantidade de água no corpo traz diversos malefícios, como a sede exagerada e a dor de cabeça.

Metabolismo do álcool: Ao beber muita bebida alcoólica, ocorre uma sobrecarga de trabalho do fígado, que deve processar em tempo hábil todo o álcool ingerido, afim de evitar uma intoxicação mais grave. O metabolismo do álcool faz com que o nível de glicose no sangue diminua, sendo isso o principal responsável pela sensação de falta de disposição e de cansaço físico e mental. Além disso, enzimas produzidas pelo fígado nesse momento contribuem para que outros efeitos colaterais ocorram como a diminuição de vitamina B12 no organismo, por exemplo, que causa sensibilidade excessiva à luz.

Outro fator relacionado com o metabolismo do álcool diz respeito a característica que o fígado tem de se adaptar muito rapidamente a essa nova realidade, o que causa algo semelhante a uma crise de abstinência quando ele não recebe mais álcool para processar. De maneira simples, quando o álcool acaba no sangue, o fígado “fica sem saber” o que aconteceu e o que ele deve fazer a partir dali. Essa situação causa transtornos no metabolismo, acentuando os sintomas da ressaca.

Como curar a ressaca

[related_posts]

Existem diversas receitas caseiras e até remédios que prometem acabar com a ressaca. No entanto, a verdade é só uma: ressaca não tem cura, pelo menos imediata não. Em outras palavras, quem exagerar na bebida terá que passar por esse momento tão desagradável invariavelmente, já que a ressaca só vai embora depois que toda as alterações causadas pela presença do álcool no organismo desaparecem. Contudo, existem algumas maneiras de melhorar os efeitos da ressaca e contribuir para que ela vá logo embora, confira algumas dicas abaixo:

Beber bastante líquido – como já sabemos, o álcool causa desidratação do corpo, perda de água. Por esse motivo, um dos principais remédios para curar a ressaca é se hidratar bastante. Para isso pode ser usada, água, água de coco, caldo de cana, suco de frutas etc. A água pode ser o principal produto para a hidratação, mas vale lembrar que as outras opções são mais interessantes por possuírem além de água, vitaminas e sais minerais importantes.

Evitar o sol – a exposição ao sol pode favorecer para a perda de líquido através do suor, dificultando a recuperação.

Alimentação leve e saudável – Depois da bebedeira o corpo está um verdadeiro caco, comer comidas pesadas, como feijoada, por exemplo, poderão aumentar o desconforto devido ao maior tempo e gasto de energia necessários para fazer sua digestão. Dê preferência a alimentos mais leves e saudáveis como frutas, verduras, legumes, cereais, alimentos integrais, frango e peixe, por exemplo.

Antiácidos – Em muitos casos o mal estar e a dor de cabeça podem estar sendo causados por distúrbios no estômago, uma vez que o álcool agride a mucosa estomacal. Neste sentido, o uso de antiácidos ou sal de frutas pode ajudar.

Ficar em repouso – o organismo está muito debilitado devido aos estragos causados pelo álcool, manter-se em repouso ajuda na recuperação.

Conclusão

Não existe remédio para acabar de imediato com a ressaca, ela é um processo natural do organismo que foi intoxicado por uma grande quantidade de álcool e está tentando se livrar dele e voltar ao normal. O que resta a fazer é manter a calma, ficar em repouso, se hidratar e se alimentar adequadamente.