Dicas para comprar carro usado e não se arrepender

Publicado em 25 julho, 2013

Fazer uma avaliação detalhada do veículo seminovo é importante para evitar problemas futuros e arrependimento

Na compra de um veículo zero quilômetro, geralmente o consumidor deve levar em consideração apenas seu gosto e o valor do veículo, já que todo carro novo vem com garantia de fábrica e a maioria deles costumam não apresentar problemas ou defeitos antes desse prazo de garantia.

Já a compra de um carro usado não é tão simples. Como o veículo já foi usado por outra pessoa, e essa utilização não pode ser conhecida pelo comprador, não se deve confiar apenas naquilo que é dito pelo vendedor do veículo seminovo.

O ato de mascarar problemas, defeitos e imperfeições em carros seminovos ocorre com frequencia no mercado de usados, já que infelizmente, assim como ocorre em qualquer outras áreas, podem existir revendedoras e vendedores desonestos e que desejam lucrar mais vendendo carros que custam bem menos do que o valor que está sendo pedido. Mas vale ressaltar que também é possível fazer ótimos negócios no mercado de seminovos, comprando carros em excelente estado por um preço bem abaixo da tabela.

Para evitar o arrependimento por ter comprado um carro seminovo ruim, com problemas, abaixo listamos algumas dicas que o ajudarão na hora de escolher seu carro usado.

feirao-automovel

Por fora

  1. Nunca confira o carro à noite ou enquanto o mesmo estiver molhado, pois nessas condições arranhões, amassados, moças e problemas na pintura e nos vidros poderão passar despercebidos.
  2. Carros de cidades onde há praia costumam apresentar mais problemas com ferrugem devido ao salitre, que é retirado do mar e levado até as ruas pelo vento. O sal corrói a lataria do veículo.
  3. Confira a pintura olhando de perto e de longe. Isso facilita a identificação de irregularidades.
  4. Preste bastante atenção ao alinhamentos das portas, porta-mala, capô, e para-lamas.   Caso eles estejam desalinhados, pode significar que o veículo foi batido, e que essas partes foram substituídas ou recuperadas.
  5. Batidas e furos causados por ferrugem podem ser mascarados com massa plástica. Para conferir, dê pequenas batidas com o dedo em locais suspeitos da lataria para conferir se o som produzidos é diferente de outras áreas do carro. Pode-se usar um imã em locais muito suspeitos, se ele não aderir da mesma maneira que em outras partes, é sinal de existe muita massa debaixo da pintura.
  6. Confira cm cuidados a caixa de ar, extremidades das caixas de roda, portas e do para-lama, para identificar possíveis pontos de ferrugem ou reparos feitos.

Parte mecânica e elétrica

  1. Confira se o motor emite ruídos estranhos tanto em baixa quanto em altas rotações.
  2. Carro com prolemas de falhamento ou soluços tanto com o motor em alta quanto em baixas rotações podem esconder problemas sérios.
  3. Confira se os pneus possuem desgaste irregular. Se positivo, o veículo pode estar com problema de alinhamento, na suspensão ou mesmo na carroceria.
  4. Alguns veículos podem apresentar problemas de infiltração de água. Se não estiver chovendo, leve o carro até um posto de lavagem e peça para o lavador dar um banho no veículo, e em seguida confira de entrou água em algum ponto.
  5. Teste todos os equipamentos elétricos do veículo. Farol, lanterna, luz alerta, luz de ré, lanterna de teto, limpadores, ar-condicionado e demais componentes elétricos devem ser testados.

Rodando

  1. Sempre rode com o carro, testando todas as marchas. Atinja velocidades mais altas para verificar se ele se comporta de maneira estranha nessas condições.
  2. Confira se a caixa de marcha e o motor emitem ruídos estranhos quando certa velocidade é atingida ou marcha engatada.
  3. Enquanto estiver dirigindo em linha reta, confira se a direção puxa para um dos lados. Se sim, isso pode significar direção desalinhada ou mesmo problemas mais graves.
  4. Trafegue em calçamento e estradas de chão. Isso ajuda a identificar problemas na carroceria ou na suspensão que só dão sinal em situações mais críticas de uso. Todo carro andando no asfalto parece estar novo.
  5. Se o acabamento interno do veículo produzir muito barulho, esse pode ser um problema simples ou difícil de resolver. Neste caso é necessária uma avaliação mais cuidadosa.

Dica final

Muitos problemas no veículo não são facilmente percebidos, sendo necessária a avaliação de um profissional. Por esse motivo, é recomendável levar o veículo até uma oficina de confiança, para que um mecânico, funileiro e/ou pintor avalie o veículo.