Como usar FGTS para pagar financiamento de imóvel

Publicado em 17 junho, 2013 / Atualizado em 17 de junho de 2013

Se o financiamento do imóvel for feito pelo Sistema Financeiro Habitacional, é possível usar FGTS para quitar ou abater parcelas do financiamento

O FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, é um fundo criado e administrado pelo governo onde empresas depositam a importância de 8% sobre os vencimentos pagos aos seus trabalhadores com carteira assinada.

O FGTS é depositado todo mês na conta do trabalhador, rendendo juros anuais de 3% mais atualização monetária, servindo realmente como uma poupança para momentos difíceis.

Esse fundo tem como objetivo amparar os trabalhadores em casos como: desenvolvimento de doença grave e demissão sem justa, dentre outros. Outra forma de utilizar o dinheiro depositado no FGTS é usá-lo para comprar imóveis ou para quitar ou amortizar parcelas do financiamento de imóveis. Ele também serve como fonte de recursos para o SFH – Sistema Financeiro Habitacional.

Essa é uma possibilidade que muitos trabalhadores desconhecem: a de quitar financiamentos imobiliários ou amortizar a dívida, pagar parcelas do financiamento de imóveis com o saldo disponível no FGTS. Quando falamos em imóvel, estamos nos referindo tanto a casa, quanto apartamento, estejam eles construídos ou em construção.

[related_posts]

Quem pode usar os recursos do FGTS

Para usar o saldo do FGTS para o pagamento de financiamento imobiliário é necessário o trabalhador:

  • Estar inscrito no FGTS a pelos menos três anos.
  • Não ter utilizado o fundo para amortizar ou quitar financiamentos a pelos menos dois anos.

Sobre o imóvel

  • Deve ser destino à moradia do proponente (imóvel comercial não é aceito).
  • Não pode ter sido adquirido anteriormente com recursos do FGTS, mesmo que pelo antigo dono.
  • O imóvel deve estar localizado na cidade ou região metropolitana onde o proponente reside.
  • Deve ser urbano. Imóveis rurais não podem ser adquiridos com recursos do FGTS.

Exigências

O FGTS pode ser usado tanto para a quitação do financiamento quanto para a amortização do saldo devedor, ou seja, para pagar parte das prestações. No entanto, para isso, é necessário que a quantidade de parcelas vencidas não passe de três. Além disso, o valor total da amortização é limitado a 80% do valor da dívida.

Outra exigência para os casos de amortização de parcelas é que  a quantidade mínima de parcelas que pode ser amortizada é 12. Em outras palavras, se o cliente desejar abater o valor de, por exemplo, seis parcelas no saldo do FGTS a CAIXA não irá conceder o crédito. Contudo, se fosse para fazer a quitação do débito isso seria possível.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração é que, no caso, de amortização de parcelas, a quitação é feita de trás para frente. Ou seja, da última prestação para o começo. Por exemplo: se um imóvel for financiado em 48 meses e for feita a amortização de 12 meses, apenas as parcelas que vencerão no quarto ano serão quitadas, as anteriores não sofrerão alterações.

Como solicitar

Para solicitar a utilização do saldo go FGTS para quitar ou amortizar financiamento imobiliários é necessário entrar em contato com o banco que fez o financiamento. Ele servirá como intermediador entre você e a CAIXA, que é o órgão responsável por gerenciar os recursos do FGTS.

Se o banco que fez o financiamento foi a CAIXA, basta dirigir-se à sua agência e procurar o setor de habitação. Se antes de ir até a agência você queira tirar dúvidas, pode buscar mais informações através do número 0800 726 0207.