Como testar se ovo está estragado para não perder a receita

Publicado em 13 fevereiro, 2016 / Atualizado em 13 de fevereiro de 2016

Presente nas mais diversas receitas, o ovo pode causar diversos transtornos caso esteja estragado

O ovo está presente em muitas receitas, e a depender do tipo de prato, praticamente em todas elas. Um exemplo disso é o bolo, que apesar de poder ser feito sem ele, tradicionalmente todos possuem ovo em seu preparo.

Sua função nas receitas pode ser dar firmeza à massa, volume, liga ou mesmo sabor ao prato. No entanto, é importante estar atento para não misturar ovo bom com ovo estragado, o que não é difícil de acontecer, já que por fora, protegidos pela casca, são poucas as evidências que indiquem que o ovo esteja estragado.

Antes de misturarmos os ovos com os demais ingredientes da receita, é importante prestar atenção para o estado dos mesmos, para nos certificarmos de que eles se encontram em boas condições, ou seja, aptos para o consumo, ou se devem ser descartados por estarem estragados.

Uma receita preparada com ovos estragados além de dar errada, pode trazer prejuízos à saúde de quem consumir o alimento.

COMO IDENTIFICAR OVO ESTRAGADO

Cesta de ovos
Apesar de estarem perfeitos por fora, depois de partidos os ovos podem prestar surpresas desagradáveis e podem pôr a perder toda a receita

Método da densidade

O primeiro método para identificar ovos estragados e evitar que sejam misturados ao demais ingredientes é utilizando água para testar sua densidade. Para utilizar este método, faça o seguinte:

Coloque em um copo grande ou vasilha plástica água suficiente para cobrir dois ovos, um sobre o outro. Em seguida, mergulhe o ovo a ser testado. Há três resultados para este teste:

1 – Se o ovo repousar no fundo do recipiente, ele é novo e está em perfeitas condições para o consumo.

2 – Se umas das extremidades do ovo repousar no fundo, deixando-o na posição vertical, indica que o mesmo não é tão novo, pois já possui uma quantidade maior de ar em seu interior, mas ainda está apto para o consumo.

3 – Se o ovo flutuar completamente, ou seja, ficar “boiando”, demonstra que ele deve ser descartado por já estar estragado.

Método da separação

Outro método que pode ser utilizado para separar ovos estragados de ovos bons é utilizando a técnica da separação. Na verdade não há nenhum mistério nela, pois pode ser entendida como uma maneira mais cuidadosa de utilizar os ovos.

Com esse método, os ovos não são lançados diretamente no recipiente onde se encontram os demais ovos ou outros ingredientes. Em um recipiente à parte, cada ovo é lançado após ter sido retirado da casca, caso esteja bom, será adicionado aos demais ingredientes, se estiver estragado, será descartado.

Esse método é bastante simples e impede que um ovo podre, por exemplo, contamine todos os demais ingredientes de sua receita. Para isso, basta ir quebrando um a um em outro recipiente, se estiver bom, vai para o preparo, se não, vai para o lixo.