Como abrir uma franquia, preços, taxas e dicas

Publicado em 10 novembro, 2012 / Atualizado em 10 de novembro de 2012

As franquias (franchising) são uma boa opção para quem deseja iniciar o próprio negócio com mais segurança

Muitos empreendedores ou pequenos empresários têm o sonho de criar uma marca que se torne referência no seu ramo de atuação. Claro que sonhar é muito importante para conseguir algo que, pelo menos no momento, se encontra distante. Mas é bom levar em consideração, também, a realidade do mercado, pois não se vive apenas de sonhos.

O processo para consolidação de uma marca geralmente demora muito tempo. Há empresas (marcas) que só se tornam referência várias gerações após sua criação. Além da questão de tempo, deve-se levar em consideração a concorrência, a demanda local, o perfil do empresário, a cultura da empresa, às tendências do setor etc. Tudo isso implica no sucesso ou não de um negócio.

Em outras palavras, criar uma marca não é processo fácil. Em alguns casos, é possível ter sucesso de forma relativamente rápida, mas isso é um fenômeno raro, haja vista que diversos fatores precisam estar aliados ao empresário, como, por exemplo, os citados no parágrafo anterior.

Além dos aspectos favoráveis do mercado, é importante que o empresário tenha conhecimento sobre a área na qual deseja atuar.

Uma solução interessante para quem está querendo abrir seu próprio negócio, mas tem dúvidas com relação a processos administrativos, tendências do setor, tecnologias importantes, aceitação no mercado, legislação, dentre outras, é comprar uma franquia.

A franquia funciona como uma venda de licença, onde o franqueador (dono da marca), dá o direito ao franqueado (aquele que irá explorar a marca), o direito de explorar o uso da marca, seja sua imagem ou sua estrutura física e organizacional.

Exemplificando:

Imagine que a empresa “A” faz um enorme sucesso numa determinada região, e possui um sistema de franquia.

Ao analisar seu estado ou cidade, você percebe que o negócio mantido pela empresa “A” faria um enorme sucesso em sua região.

Você entra em contato com a empresa “A”, fecha um contrato de franquia e abre uma filial da empresa “A” em sua região, com as mesmas características das demais lojas.

Um exemplo de uma franquia bastante conhecida é a da Mcdonalds. Todas as suas lanchonetes seguem o mesmo padrão de produto, imagem e atendimento. Também existem franquias de serviços.

Normalmente, as empresas que oferecem franquias fornecem uma série de benefícios as franqueados. Como exemplos, podemos citar:

* Apoio jurídico
* Apoio para financiamento
* Material promocional
* Orientação sobre método
* Projeto de operação
* Projeto financeiro
* Projeto mercadológico
* Treinamento de pessoal

Tipos de Treinamento

* Administração /Gestão do Negócio
* Atendimento ao Cliente
* Cobrança
* Informática/Internet/Extranet/Intranet
* Marketing
* Negociação
* Planejamento
* Prestação de Serviços
* Seleção / Treinamento / Motivação da Equipe de Vendas

Para fazer parte de um sistema de franquias é necessário pagar?

Em geral, todas as redes de franquia cobram a taxa de franquia, ou taxa inicial. Este valor deve ser pago assim que o contrato é assinado. Parte deste valor é destinada aos custos operacionais e de treinamento que são oferecidos ao novo franqueado, como treinamento, transporte e compra de equipamento, pagamento de serviços etc.

Além da taxa inicial, a depender da franquia, também podem ser cobradas:

– Taxa de royalties: em geral tem seu percentual descrito no contrato e deve ser pago mensalmente ao franqueador. A taxa de royalties é cobrada pela utilização da marca, serviços, treinamento e equipamentos fornecidos pelo franqueador.

– Taxa de propaganda: tem a periodicidade descrita em contrato e destina-se a compor o fundo destinado a campanhas publicitárias para divulgação do negócio bem como da própria rede de franquia.

– Taxa de serviços: cobrança de serviços diversos
– Taxa de compras: cobrada do franqueado pela utilização da estrutura de compra do franqueador. Assim como a taxa de serviços, costuma não ser cobrada na maioria das franquias.

Vale lembrar que cada franquia tem suas próprias características, devendo o interessado em ser franqueado sempre prestar atenção às regras e regulamentos constantes no contrato oferecido pelo franqueador.

Este texto é apenas uma breve introdução sobre o assunto. Caso tenha uma franquia em vista, um bom local para buscar informações sobre legislação e procedimentos de abertura é o SEBRAE. Visite o SEBRAE de sua cidade ou região.