Cheiro de queimado quando liga o chuveiro, causas e soluções

Publicado em 10 fevereiro, 2016 / Atualizado em 8 de setembro de 2016

Uma instalação subdimensionada, sobretudo para chuveiro, pode ocasionar superaquecimento da rede elétrica e curto-circuito

Antes tido como um artigo de luxo e acessível apenas para as classes sociais mais ricas, o chuveiro elétrico é hoje em dia algo tão comum quanto os chuveiros tradicionais eram antigamente.

Apesar de vivermos em um país tropical, onde dificilmente enfrentamos temperaturas muito baixas, próximas de zero ou abaixo dele, oscilações climáticas ou mesmo estações do ano como inverno e outono costumam trazer bastante frio, independente da região.

Com isso, o uso do chuveiro quente se tornou bastante popular e este equipamento está presente em praticamente todos os lares do Brasil.

No entanto, junto com sua popularização, cresceu o número de instalações elétricas feitas de maneira incorreta, na maioria das vezes subdimensionada. Em outras palavras, é comum instalações elétricas de chuveiro feitas com fio de bitola inferior à recomendada, o que traz riscos para a instalação e para as pessoas que moram na casa, devido à possibilidade de curto circuito.

Porque o cheiro de queimado

O cheiro de queimado surge quando, em termos simples, o fio da instalação do chuveiro é mais fino (de bitola menor) do que o recomendado para a corrente elétrica (amperagem) necessária de acordo com a potência do chuveiro.

[related_posts]

Quando a corrente que passa pelo fio é maior do que a suportada por ele, pode ocorrer o superaquecimento da fiação, ocasionando o cheiro de queimado. O que também já pode indicar que algum ponto da instalação já teve sua capa de isolamento derretida com a alta temperatura, ou que existem emendas feitas com fio de bitola menor.

Se a rede do chuveiro possuir um disjuntor e esta estiver subdimensionada, será comum o desarme frequente do disjuntor, pelo fato de a corrente ser mais alta do que o disjuntor suporta.

Chuveiro elétrico
Instalações mal feitas podem resultar em superaquecimento da rede elétrica.

Como solucionar o problema

A solução para o problema é trocar o fio utilizado na instalação do chuveiro por um de bitola (espessura, grossura, calibre etc.) adequada.

A escolha do fio mais adequado é feita calculando a corrente exigida pelo aparelho, através da diferença entre a potência do chuveiro e a tensão da rede. O eletricista irá calcular e determinar qual a bitola adequada para a instalação.

Como dissemos, a escolha do fio adequado é feita a partir do dimensionamento da rede. Contudo, de maneira geral, fios de 6,0 mm² (seis milímetros) são os mais utilizados nas instalações de chuveiro elétrico.