Cartão de crédito consignado – tire suas dúvidas

Publicado em 13 novembro, 2016 / Atualizado em 13 de novembro de 2016

O cartão de crédito consignado possui juros menores e pode ser solicitado por quem está com nome "sujo" no SPC e SERASA

O cartão de crédito é meio de pagamento que tanto pode facilitar a vida das pessoas quanto pode causar muitos transtornos, sobretudo quando há um descontrole ou falta de planejamento na sua utilização.

O cartão de crédito tradicional é aquele que possui um limite de crédito estabelecido pelo emissor, seja banco ou loja, e com ele o cliente realiza compras até o valor limite desse crédito, e no dia do vencimento da fatura ele deve efetuar o pagamento para ter o crédito reestabelecido.

O que poucos conhecem é que existe um outro tipo de cartão de crédito, o cartão de crédito consignado. O termo consignado não é apenas uma coincidência com o empréstimo consignado, essas duas formas de crédito guardam algumas semelhanças entre si.

Cartão de crédito consignado

O cartão consignado possui as mesmas características do cartão de crédito convencional, a diferença é que nele existe o pagamento automático do valor mínimo da fatura, que hoje é de 5%.

Ou seja, no cartão consignado, todo mês é debitado do pagamento do cliente o valor referente a 5% do valor da fatura. Em outras palavras, o pagamento mínimo é feito automaticamente ao emissor do cartão. O restante pode ser pago através de fatura.

Por ter seu pagamento desconto diretamente na folha de pagamento, este tipo de cartão só pode ser feito por aposentados, pensionistas e servidores públicos, sejam municipais, estaduais ou municipais.

Cartão de crédito consignado

Diferenças entre o cartão consignado e o cartão comum

Basicamente as diferenças são:

  1. A taxa de juros do cartão consignado costuma ser menor. Esse fato pode ser devido ao fato de o pagamento mínimo ser feito automaticamente.
  2. No cartão consignado não há cobrança de anuidade ou taxas. Na maioria dos cartões tradicionais há cobrança de anuidade e taxas.
  3. É possível solicitar um cartão consignado mesmo estando com o nome “sujo” no SPC e SERASA. Os emissores dos cartões tradicionais dificilmente aprovam a solicitação para pessoas com pendências no nome, ou que estão negativadas.

Como funciona o cartão consignado

O cartão consignado funciona da mesma maneira que os demais, apenas um detalhe é diferente: o pagamento automático do valor mínimo do cartão. Vejamos um exemplo:

Um cartão cujo titular faz uma compra de R$ 400,00, como fica o pagamento?

Valor do pagamento mínimo: R$ 20,00 (5% de R$ 400,00). Será descontado da folha de pagamento.

Valor da fatura: R$ 380,00. Poderá ser paga assim como nos demais cartões de crédito.

No exemplo, na data de vencimento da fatura será descontado automaticamente do pagamento do titular do cartão a quantia de vinte reais, referente ao pagamento mínimo do cartão. Para o restante, ou seja, trezentos e oitenta reais, será gerada uma fatura para pagamento, assim como ocorre com os demais cartões.

Vantagens e desvantagens do cartão consignado

Na verdade, em comparação com os cartões tradicionais, de maneira geral o cartão consignado só apresenta vantagens:

  • Não é cobrado anuidade nem taxas.
  • Ajuda a diminuir o risco de endividamento, já que o pagamento mínimo é feito automaticamente.
  • Taxa de juros do rotativo costuma ser mais baixa que os cartões tradicionais, chegando em muitos casos a ser menos da metade.
  • Não faz consulta ao SPC e SERASA, ou seja, mesmo quem está negativado nos órgãos de proteção ao crédito podem solicitar e ser aprovado.

Se você é aposentado, pensionista ou servidor público, vale a penha conhecer de perto o cartão de crédito consignado.