Cartão de crédito com o nome sujo é possível solicitar?

Publicado em 9 dezembro, 2015

As administradoras de cartão de crédito dificilmente concedem crédito a quem está com o nome sujo, mas existem algumas alternativas

O cartão de crédito é uma ferramenta de compra que facilita bastante a vida do consumidor, já que permite que se realize compras mesmo sem ter dinheiro no momento, inclusive possibilitando o parcelamento do pagamento em várias vezes.

Outra vantagem do cartão de crédito é que muitas promoções só podem ser aproveitadas caso a compra seja feita por meio dele, isso geralmente acontece devido a parcerias feitas entre as lojas e as administradoras de cartão de crédito ou instituições financeiras emitentes.

Como regra do mercado, só é possível ter acesso a crédito quando se está com o “nome limpo”, ou seja, sem nenhuma restrição junto a órgãos de proteção ao crédito. Em outras palavras, se o consumidor estiver devendo a alguma instituição ou empresa e por isso teve seu nome incluído em lista de devedores em algum órgão de proteção ao crédito, dificilmente conseguirá obter um cartão de crédito.

Se por algum motivo, sua compra deve ser feita exclusivamente por cartão de crédito, e no momento você está com pendências financeiras que impossibilitam a obtenção de um cartão de crédito de modo tradicional, confira algumas maneiras de obter seu cartão mesmo estando com o nome sujo.

Cartões de crédito
Mesmo com nome sujo ainda há chances de conseguir um cartão de crédito.

Como conseguir cartão de crédito com o nome sujo

Cartão de crédito pré-pago

À primeira vista este tipo de cartão de crédito pode parecer inútil, mas sua importância pode ser constatada em vários casos.

O cartão de crédito pré-pago funciona com recargas em dinheiro, para posteriormente serem convertidas em credito no cartão. O emitente do cartão pré-pago gera um boleto, o cliente faz o pagamento, e o valor pago se converte em crédito no cartão.

Mas porque recarregar um cartão pré-pago? Se estou com dinheiro na mão porque não pagar logo à vista? A resposta é simples: algumas compras (como compras internacionais), contratações de serviços ou participação em promoções não aceitam pagamento por boleto, apenas por cartão de crédito.

Dessa maneira, uma pessoa que está com restrições ao crédito e necessita de realizar uma compra exclusivamente por cartão de crédito pode fazer o uso do cartão de crédito pré-pago.

[related_posts]

Receber salário pelo banco

A negativa de concessão do crédito não é automática e definitiva, ou seja, mesmo com restrições no nome, um cliente pode obter um cartão de crédito, basta que o gerente do banco, por exemplo, considere que o mesmo não oferece riscos à instituição.

Uma maneira de conseguir isso é receber o salário pelo banco do qual se deseja obter o cartão. Não que o banco seja obrigado a conceder o cartão, mas o fato de receber o salário por ele já serve como argumento para a negociação da solicitação.

Para reforçar ainda mais, o cliente pode sugerir colocar o pagamento por débito em conta, como uma maneira de oferecer mais garantias de que fará o pagamento das faturas.

Mesmo que você ainda não receba seu salário pelo banco, mas passou em um concurso, por exemplo, vá até a agência e converse com o gerente ou responsável e explique que passou em um concurso e que precisa abrir uma conta-corrente e de um cartão de crédito.

Geralmente, funcionários públicos mesmo com o “nome sujo” conseguem obter acesso a praticamente todos os serviços oferecidos pelos bancos.

Fazer uma negociação de dívidas

Essa dica serve para retirar seu nome dos cadastros de proteção ao crédito. Quando se faz uma negociação de dívidas com parcelamento, por exemplo, assim que a primeira parcela é paga o credor já retira o nome do devedor do SPC e SERASA.

É importante saber disso pois se você possui capacidade para parcelar o pagamento de todas as suas dívidas, como já foi dito, assim que o pagamento da primeira parcela é efetuado seu nome já sai dos cadastros de proteção ao crédito, podendo aumentar suas chances de conseguir o cartão de crédito.

Pesquisar no mercado

Algumas instituições financeiras concedem cartão de crédito sem consulta ao SPC / SERASA. No entanto, fazendo algumas exigências, como por exemplo, ser funcionário público, aposentado ou pensionista, ou adquirir algum produto da instituição (abertura de contas, contratação de planos ou seguros, compras de títulos de capitalização etc.).

Neste caso, o ideal é fazer uma vasta pesquisa no mercado, visitar o site de instituições financeiras e entrar em contato para tentar uma negociação.