Autofinanciamento ou refinanciamento de veículos como funciona

Publicado em 24 agosto, 2012

Autofinanciamento é uma maneira rápida de conseguir dinheiro

Como muitas vezes não é possível ter mãos todo o dinheiro que precisamos  num momento imprevistos, a saída é buscar um financiamento, usar o dinheiro da poupança ou outro investimento, fazer um empréstimo, fazer penhor de joias, ou ainda um autofinanciamento ou refinanciamento de veículos. Assim é possível conseguir o dinheiro necessário, e o pagamento pode ser parcelado em várias parcelas.

Dentre as diversas modalidades de empréstimo que existem, o autofinanciamento, também chamado de refinanciamento, se mostra mais acessível devido sua maior facilidade de contratação. Isso acontece porque o cliente dá o carro como garantia, ou seja, enquanto o cliente não quitar completamente o empréstimo o veículo é de propriedade do banco. E como o banco terá essa segurança, a liberação do empréstimo costuma ser mais rápida e menos burocrática.

Depois de fazer o autofinanciamento, o veículo não ficará em nome do banco que cedeu o empréstimo, ficará em nome do cliente. No entanto, ficará constando no CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) que o veículo está alienado ao banco, constará no documento: “Alienação fiduciária” juntamente com o nome do banco.

Quando o cadastro do cliente é aprovado, a liberação do dinheiro se dá em pouco tempo, em média 48 horas, através de depósito na conta indicada. A destinação do dinheiro não precisa ser declarada, ou seja, você não precisa dizer para quê quer o dinheiro ou com o que vai gastá-lo. Sua única responsabilidade é como pagamento das parcelas.

As taxas e prazos possíveis variam de acordo com o banco. Por esse motivo, antes de refinanciar seu carro é interessante fazer uma pesquisa em vários bancos em busca de melhores taxas de juros, prazos e condições gerais. Alguns bancos, dependendo da situação, podem conceder melhores taxas para clientes correntistas ou que tenham uma boa relação com o banco. Neste casos, o melhor é tentar negociar para obter melhores condições de pagamento.