Aditivo para radiador orgânico e inorgânico (sintético) diferenças

Publicado em

Conheça a diferença entre aditivo sintético e orgânico e suas cores (azul, verde, vermelho, rosa e amarelo)

O aditivo para radiador é um produto barato e que pode fazer a diferença na durabilidade das peças do sistema de arrefecimento e no controle da temperatura interna do motor, pois ele, misturado à água, é responsável por retirar o calor interno do motor do carro e dissipá-lo no radiador. Esse processo é muito importante para o motor do carro, para que ele não superaqueça e possivelmente venha a fundir, queimar junta do cabeçote ou empenar o cabeçote, dentre outros possíveis problemas. Saiba mais sobre os benefícios em usar aditivo para radiador.

Existem disponíveis no mercado dois tipos de aditivo, o orgânico e o inorgânico, também chamado de aditivo sintético. Ambos os produtos servem perfeitamente para contribuir para a dissipação de calor e prevenir desgaste e oxidação de peças. Tanto o orgânico quanto o inorgânico tem como principal agente o monoetilenoglicol ou o etilenoglicol, para controlar o ponto de congelamento e ebulição da água. A diferença entre essas duas substâncias é que o monoetilenoglicol é mais durável que o etilenoglicol. Apesar de tanta semelhança, eles possuem diferenças.

Aditivo orgânico

O aditivo orgânico é desenvolvido através de materiais orgânicos – OAT (Organic Acid Technology), ou seja, de origem natural. Este tipo de aditivo deve atender a norma NBR 15297, que regula o desenvolvimento e fabricação de aditivos do tipo coolants orgânicos concentrados. Segundo a ABNT, o objetivo desta norma é:

Especificar os requisitos exigíveis e os ensaios para determinação das características dos líquidos de arrefecimento concentrados tipo orgânico à base de monoetilenoglicol, destinados à preparação da solução refrigerante que, por sua vez, deve promover o arrefecimento do motor endotérmico e conferir proteção adequada contra congelamento, fervura, cavitação e corrosão.

O aditivo orgânico é mais durável do que o sintético, além disso, por serem de origem orgânica, são biodegradáveis. Ou seja, são deteriorados naturalmente, não oferecendo riscos de contaminação ao meio ambiente.

Aditivo inorgânico ou sintético

Aditivo de radiadorAo contrário do orgânico, o inorgânico é sintético, ou seja, completamente desenvolvido em laboratório, assim como acontece com o óleo sintético e o mineral. Enquanto um é proveniente de substâncias naturais, o outro é desenvolvido em laboratório, o sintético.

O aditivo inorgânico costuma ter uma vida útil menor que o orgânico. Além disso, seu descarte na natureza pode causar contaminação por substâncias que podem trazer prejuízos ao meio ambiente.

Este tipo de aditivo deve atender a norma NBR 13705. Segundo a ABNT, o objetivo desta norma é:

Esta Norma especifica os requisitos e os métodos de ensaio para a determinação das características dos aditivos concentrados dos tipos monoetilenoglicol e monopropilenoglicol, tipos A e B, destinados à preparação da solução refrigerante, que por sua vez deve promover o arrefecimento do motor endotérmico e conferir proteção adequada contra o congelamento, fervura, cavitação e corrosão.

Tanto o aditivo orgânico quanto o inorgânico podem ser encontrados em diversas cores, como azul, vermelho, verde, rosa, laranja ou amarelo. Na verdade, essa mistura de cores causa muita confusão na cabeça de muitos donos de carros e até mesmo de mecânicos.

Escolher o aditivo pela cor

Na verdade, não é possível saber qual é o tipo de aditivo apenas observando sua cor. De maneira geral, cada tipo de aditivo tem uma coloração específica, mas isso não é determinante. Os aditivos costumam ter as seguintes cores:

Aditivo orgânico: costumam ter cor vermelha, amarelo ou rosa.

Aditivo inorgânico (sintético): costumam ter cor verde ou azul

No entanto, como já foi dito, não é possível determinar se o aditivo é sintético ou orgânico apenas pela cor, pois é possível encontrar aditivos sintéticos na cor rosa ou vermelha, por exemplo.

Segundo o INMETRO, os aditivos:

São encontrados no mercado em várias cores, que são meramente um apelo comercial que não impacta no desempenho dos mesmos. Na linha de produção das montadoras a cor é um diferencial importante, pois evita que diferentes aditivos sejam confundidos.

Sendo assim, a dica é sempre ler o rótulo para verificar qual tipo de aditivo você está comprando. Se no rótulo não disser se é orgânico ou inorgânico, tente localizar a qual norma ele atende, e a partir daí tenha certeza de qual é o tipo de aditivo que está comprando.

Compartilhe: