Aditivo para radiador é importante usar no carro

Publicado em 23 agosto, 2012 / Atualizado em 3 de setembro de 2012

O aditivo é importante para proteger o sistema de arrefecimento e evitar que a água congele ou ferva

O sistema de arrefecimento dos carros é responsável pela refrigeração do motor, para mantê-lo funcionando na temperatura ideal e para evitar problemas de superaquecimento. Esse sistema é composto por várias peças que dependem uma da outra para o sistema funcionar corretamente, como é o caso da válvula termostática. E para que todo esse sistema funcione é indispensável o uso da água, que é a responsável por retirar o calor interno do motor.

Podemos dizer que a água é o principal responsável pelo resfriamento do motor, pois, sem ela, as peças que compõe o sistema não poderiam funcionar. Na verdade funcionariam, mas o sistema não teria a capacidade de resfriar o motor. No entanto, apesar de o sistema funcionar bem somente com água pura, é importante a utilização de um aditivo para radiador. O aditivo adiciona características à água que a torna mais adequada e mais eficiente no resfriamento e manutenção da temperatura ideal do sistema de arrefecimento. A mistura água mais aditivo é chamada de líquido de arrefecimento.

Com o aditivo, a temperatura de fervura e congelamento da água é alterada, ou seja, o aditivo serve para fazer com que a água não ferva e nem congele. Além disso, ele possui aditivos que garantem uma maior vida útil de todas peças que pertencem ao sistema de arrefecimento.

Vaso de aditivo

O aditivo lubrifica a bomba d’água, impede a formação de ferrugem no bloco do motor, protege as mangueiras contra ressecamento além de impedir que componentes e partes de alumínio sofrem corrosão. Com isso é fácil perceber o quanto o aditivo é importante, e quanto sua utilização é necessária para manter estável a temperatura do motor e garantir uma maior durabilidade das peças envolvidas.

Antes de colocar o aditivo no radiador, ou no reservatório do radiador, é importante drenar toda a água, fazer uma limpeza no sistema (usando limpa radiador ou somente água) e em seguida colocar água nova já misturada com aditivo. A quantidade de aditivo a ser colocado depende do tipo de aditivo utilizado, se concentrado ou diluído.

Aditivo diluído ou concentrado

O aditivo concentrado deve ser misturado à água. Normalmente, utiliza-se 1 litro de aditivo para cada 3 litros de água. Essa medida pode variar dependendo da marca do produto. Por isso, antes usar o aditivo leia as instruções de uso presentes no rótulo.

O aditivo diluído já vem misturado com água, com uma concentração bem baixa em comparação com o concentrado. Por esse motivo, ele não deve ser misturado à água, deve ser colocado puro. Pelo fato de ser colocado sem adição de água, o aditivo diluído costuma ser bem mais barato que o concentrado, pois serão vários litros para encher todo o sistema. Este tipo de aditivo costuma ser menos utilizado. A maioria dos mecânicos prefere trabalhar com o aditivo concentrado.

Como e quando usar o aditivo

Se você comprou um carro novo, a troca do aditivo deve seguir o manual do veículo, se foi um carro seminovo, pergunte ao antigo dono ou à revendedora se o antigo dono tinha o hábito de usar aditivo. Se positivo, continue usando conforme a orientação do seu mecânico ou manual do veículo.

Se o antigo dono não usava aditivo, é necessário levar o carro a uma oficina para que uma limpeza seja feita no sistema e algumas peças verificadas. Essa medida é importante porque a utilização de aditivo num carro que rodou muito tempo sem este tipo de produto pode fazer com que sujeiras se desprendam da parede do bloco e mangueiras e comprometam o funcionamento de algumas peças, podendo, inclusive, ocasionar vazamento de água.

A troca do aditivo deve ser feita anualmente, junto com a troca da água, limpeza do sistema e verificação das mangueiras e demais peças.